Notícia do site Hypeness e comentário a propósito

Notícia: “O educador, pedagogo e filósofo brasileiro Paulo Freire é considerado, mundo a fora, um dos mais notáveis pensadores da história da pedagogia. Patrono da educação brasileira, Freire é simplesmente o brasileiro mais homenageado em todos os tempos, com 29 títulos de Doutor Honoris Causa por universidades da Europa e da América, e centenas de outras menções e prêmios, como Educação pela Paz, da UNESCO, que Freire recebeu em 1986.

O criador da Pedagogia de Oprimido agora é citado em um novo e impressionante título de reconhecimento: Paulo Freire é o terceiro pensador mais citado do mundo em universidades da área de humanas. O levantamento foi feito através do Google Scholar – ferramenta de pesquisa para literatura acadêmica – por Elliot Green, professor associado daLondon School of Economics. Segundo ela, Freire é citado 72.359 vezes, atrás somente do filósofo americano Thomas Kuhn (81.311) e do sociólogo, também americano, Everett Rogers (72.780).”

Meu comentário: Nosso imortal mestre Paulo Freire é um motivo de orgulho para o Brasil e deveria sê-lo também para cada brasileiro. Infelizmente, sempre haverá aqueles que não aprovam nem desejam uma educação libertadora do homem, questionadora das estruturas sociais e dos motivos que geram a desigualdade e a exclusão. Tem crescido no Brasil um venenoso sentimento de ódio a qualquer sistema de pensamento ou pensador que promova ideias de igualdade, fraternidade e liberdade. A ilusória ideia (na verdade, um desejo iludido) de que o neoliberalismo tornou-se um sistema onipotente, onipresente e, por conseguinte, infalível insufla aqueles que preferem defender o egoísmo, a ganância, a cobiça e a segregação na sociedade. Não conseguirão! Se o egoísmo, lamentavelmente, é um dos defeitos que integra a personalidade humana, por outro lado, a generosidade, a empatia, o altruísmo e a solidariedade -felizmente! – também são componentes daquilo que nos torna seres humanos. Assim, não importam o que digam os seus detratores, Paulo Freire sempre irá inspirar gerações de educadores que buscam não somente instruir, mas realmente educar, ensinar e inspirar os educandos a construir a cidadania, própria e coletiva. De resto, qual ícone os egoístas, reacionários, odiadores e defensores da acumulação e desigualdade poderiam apresentar como modelo? Nenhum!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: