Um trecho do artigo”Bolsa, bonita e barata”, de Marcus Faustini.

“A crise política no país em 2015, além de acentuar a paralisia econômica, instaurou uma vertigem do imaginário que não poupou nada. A confiança em tudo que foi feito até então ficou embolada no emaranhado jogo de revelações das tramas e dos vícios das estruturas de poder no Brasil.

Conquistas sociais da primeira década dos anos 2000 foram taxadas apenas como artimanhas de manutenção do poder. Um discurso de corte dessas conquistas foi se legitimando a partir dessa desconfiança, mas também pela ideia de que em épocas de crise não se deve pensar nas questões sociais.

A manutenção do programa Bolsa família, sem cortes, depois de um ano onde foi direta ou indiretamente colocado como alvo, é uma vitória da democracia brasileira.” – Marcus Faustini

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: