Archive for fevereiro \23\UTC 2015

Às agressões humanas, a Terra responde com flores

fevereiro 23, 2015

Às agressões humanas, a Terra responde com flores – um belo texto do Leonardo Boff

Leonardo Boff

Mais que no âmago de uma crise de proporções planetárias, nos confrontamos hoje com um processo de irreversibilidade. A Terra nunca mais será a mesma. Ela foi transformada em sua base fisico-quimica-ecológica de forma tão profunda que acabou perdendo seu equilíbrio interno. Entrou num processo de caos, vale dizer, perdeu sua sustentabilidade e afetou a continuação do que, por milênios, vinha fazendo: produzindo e reproduzindo vida.
Todo caos possui dois lados: um destrutivo e outro criativo. O destrutivo representa a desmontagem de um tipo de equilíbro que implica a erosão de parte da biodiversidade e, no limite, a diminuição da espécie humana. Esta resulta ou por incapacidade de se adaptar à nova situação ou por não conseguir mitigar os efeitos letais. Concluído esse processo de purificação, o caos começa mostrar sua face generativa. Cria novas ordens, equilibra os climas e permite os seres humanos sobreviventes construírem outro tipo de civilização.

Ver o post original 571 mais palavras

O que precisa ser incorporado ao processo de educação

fevereiro 22, 2015

O que precisa ser incorporado ao processo de educação – Leonardo Boff​

Leonardo Boff

Geralmente o processo educativo da sociedade com suas instituições como a rede de escolas e de universidades estão sempre atrasadas em relação às mudanças que acontecem. Não antecipam eventuais processos e custam-lhes fazer as mudanças necessárias para estar à altura deles.

Entre outras, duas são as grandes mudanças que estão ocorrendo na Terra: a introdução da comunicação global via internet e redes sociais e a grande crise ecológica que põe em risco o sistema-vida e o sistema-Terra. Podemos eventualmente desaparecer da face da Terra. Para impedir esse apocalipse a educação deve ser outra, diversa daquela que dominou até agora.

Não basta o conhecimento. Precisamos de consciência: uma nova mente e um novo coração. Precisamos também de uma nova prática. Urge nos reiventar como humanos, no sentido de inaugurar uma nova forma de habitar o planeta com outro tipo de civilização. Como dizia muito bem Hannah Arendt:”podemos nos informar a vida…

Ver o post original 558 mais palavras

Email – Excellency Dr Honorable Alausa & Excellency Honorable Babatunde Fashola

fevereiro 18, 2015

Please read and send the email listed hereto below to Excellency Dr Honorable Alausa & Excellency Honorable Babatunde Fashola (pictured above), Governor of Lagos, Nigeria -Copy and paste to you’re email address and hit send.

Email The Philippines President To End The Dog Meat Trade

fevereiro 18, 2015

Say No To Dog Meat.Net calls on all supporters and the hundreds of thousands of WWW subscribers to now call for an immediate end to the Philippines dog and cat meat trade.
Please send the small sample letter below and PLEASE do “not” preach hatred, racism or incite threats. Behaving in such a manner not only affects the chances of closing such a trade down – the president will also close all lines of communication.

“Uma ideia discutível” – Cora Ronai

fevereiro 13, 2015

Uma das poucas vozes lúcidas em meio à histeria coletiva de rancor inconfesso e ódio de classe pequeno-burguês… Por favor, leiam com atenção este texto pleno de lucidez da jornalista Cora Ronai​, publicado em sua coluna semanal no jornal O Globo:
“Uma ideia discutível”
Acho inteiramente equivocada essa onda de impeachment. Dilma Rousseff é uma das pessoas mais incompetentes a ocupar a presidência, mas foi eleita pela maioria dos votos válidos. Se os seus eleitores foram incapazes de enxergar além das imagens enganosas da propaganda, se caíram no discurso petista de ódio e de desconstrução dos adversários, se o seu marqueteiro era melhor do que o do Aécio ou o da Marina, se genuinamente acham a “presidenta” a pessoa ideal para o cargo, azar (de fato) o nosso.
Não há nada que não se saiba hoje que já não se soubesse antes.
Sim, Dilma disse uma coisa na campanha e fez outra após a reeleição; mas isso é surpresa? Ela já havia dito, com todas as letras, que em campanha faz-se o diabo; pois fez. Esperavam outra coisa de uma pessoa que falsifica currículo Lattes?
Sim, ela está metida até os cabelos no escândalo da Petrobrás, seja por omissão, seja (mais uma vez) por incompetência pura e simples: o tempo dirá. Mas qual é a novidade? Ou seus eleitores maiores de idade, alfabetizados e vacinados não sabiam disso?
É claro que, se estiver ativa e diretamente implicada na roubalheira, a coisa muda de figura; corrupção é crime com o qual não se deve ter contemplação, e aí impeachment é o mínimo que se espera. Mas, até aqui, não existem provas reais do seu envolvimento.
o O o
O impeachment é uma péssima ideia por muitos motivos.
Ao contrário do que pregam os governistas aos quatro cantos, ele não é uma ruptura do tecido democrático; é uma das suas ferramentas essenciais. Ou alguém consegue imaginar um processo de impeachment contra Kim Jong-Un ou Raúl Castro?
Mas o que é que o país tem a ganhar nesse momento com um eventual impeachment? Michel Temer na presidência? Novas eleições, ainda por cima num clima de total instabilidade política? Com a militância petista em grau de histeria máxima e o MST cumprindo a promessa de parar o país, chantagem que já havia sido explicitada quando Marina disparou nas pesquisas?
Para quê?
Ninguém vai conseguir consertar o Brasil de uma hora para outra. A inflação não vai diminuir por passe de mágica, as crises de água e de energia não vão desaparecer, o estado não vai encolher, ou no mínimo se “desaparelhar” do dia para a noite. Tudo isso vai tomar tempo, e a conta vai ser alta para todos nós; mas vai ser alta, sobretudo, para quem quiser sanear o governo.
Se Dilma for defenestrada, seu sucessor, ou sucessora, vai amargar as consequências do que ela plantou, enquanto o PT posará como vítima de golpe em mais um 3 x 4 photoshopado para a História.
Não haverá melhor cenário para a reeleição de Lula em 2018. Até lá, tudo o que estiver dando errado no país será culpa de quem estiver no lugar de Dilma, a Incompreendida.
Que ela termine o mandato que recebeu dos eleitores, e que a conta metafórica da sua incompetência vá para quem de direito.
A conta real já estamos pagando.
o O o
Gostei muito do que o senador Cristovam Buarque escreveu sobre o assunto no Facebook, na terça-feira:
“Mesmo previsto na Constituição, uma democracia não resiste com impeachment de presidente a cada quatro eleições. Por isso, este não deve ser desejo de democrata brasileiro, três presidentes apenas depois do Collor. Ao contrário, um democrata deve desejar que todo presidente termine o mandato para o qual foi eleito com mais voto que seu adversário. Mas para isso, o democrata que está no poder deve entender quando surgem movimentos populares de descontentamento. Perceber as razões disto, fazer sua autocrítica, abrir diálogo com todas as forças da nação, construir uma agenda de consenso, reorientar o comportamento ético e programático do governo.”
o O o
Enquanto isso, rola nas redes sociais um intenso movimento a favor do impeachment. As pessoas estão convocando amigos, conhecidos e seguidores a irem para as ruas no dia 15 de março, caras pintadas, vestindo verde e amarelo; várias páginas no Facebook reproduzem variações de um mesmo texto, que já recebi também por email e por WhatsApp.
“Nosso protesto é pacifico, não serão permitidas bandeiras e camisas de partidos políticos, e vândalos e black blocs serão detidos e entregues à policia pela própria população” — diz um trecho particularmente otimista: black blocs detidos pela população? Só vendo. “Haverá jovens, adultos e idosos na manifestação. Pedimos que todos vão de verde e amarelo como em 1992, com as cores do Brasil e as caras pintadas. Quem não puder se deslocar até os locais combinados reúna a vizinhança, vá pra calçada de casa de cara pintada, saia do sofá e fique na porta demonstrando sua indignação!”
É bom ver as pessoas mobilizadas. Sou inteiramente a favor de irmos para as ruas protestar; povo na rua manda sempre um recado muito eloquente ao governo, que passa a trabalhar melhor e a tomar mais cuidado com o que faz. Mas acho uma pena que este chamado tão oportuno esteja vinculado à ideia de impeachment. Não só pelo que escrevi acima, mas também porque suponho que há muitíssimo mais gente simplesmente descontente com o governo do que torcendo por impeachment. Para que afastar potenciais manifestantes?
Mas, enfim, tudo isso está no futuro. Por enquanto é carnaval, e multidão só mesmo nos blocos e na Sapucaí.
(O Globo, Segundo Caderno, 12.2.2015)

Sobre os porcos

fevereiro 10, 2015

Hoje, mais cedo, eu escrevi um texto contra o festival de Yulin, na China, onde a população cruelmente mata e come centenas de cães e gatos. Além de ser profundamente terrível, isto também é absolutamente desnecessário, pois a China atualmente é um dos países mais prósperos do mundo; se houve um tempo no passado, agora remoto, em que eles precisaram se alimentar destes animais, este tempo certamente já acabou. A campanha contra o festival de Yulin é internacional e envolve milhares de defensores de direitos dos animais em todo mundo.

No texto que escrevi mais cedo, contra o festival de Yulin, citei dados conhecidos de estudos científicos, que comprovaram e afirmaram que a inteligência dos cães é equivalente à de crianças (humanas) de cerca de 2 anos de idade, e a inteligência dos gatos é equivalente à de crianças de cerca de 1 ano e meio de idade.

Entretanto, depois que escrevi aquele texto, um sentimento ficou me atormentando a consciência. Depois de meditar por um tempo, consegui entender o que estava me incomodando. E aí entendi que eu precisava muito mesmo escrever sobre isso também.

O que me dói profundamente é perceber que muitas – talvez até mesmo a maioria – das pessoas conseguem, com alguma facilidade, sentir empatia e solidariedade com os cães e gatos, animais com os quais todos costumamos conviver. Porém, outros animais – alguns até MAIS INTELIGENTES que os cães e gatos – lamentavelmente, não têm a mesma sorte. Infelizmente, pelo mero fato de que nós não temos o costume de conviver com eles, inúmeros outros animais sencientes, como golfinhos, cabras, cavalos, burros, galinhas e muitos outros vivem um verdadeiro e indescritível inferno na terra, por causa dos seres que chamam a si mesmo de humanos.

Do fundo do coração, eu peço que vocês leiam com muita atenção e carinho as informações que passarei a seguir. Para aliviar minha consciência, eu realmente preciso falar um pouco sobre os PORCOS:

Porcos são uns dos animais mais inteligentes no planeta: eles são mais inteligentes até do que cachorros e crianças pequenas. Quando têm a oportunidade, eles passam horas brincando, explorando, escavando e tomando banhos de sol.

Eles são animais extremamente limpos e não sujam a área onde vivem. Porcos evitam suar para se manterem refrescados e, para evitar queimaduras de sol, eles rolam na lama.

Eles conseguem correr cerca de uma milha em sete minutos e podem ser excelentes nadadores.

Porcas mães emitem sons de canto para seus filhotes enquanto os alimentam!

E, NO ENTANTO:

Os porcos são uns dos animais mais maltratados e cruelmente explorados em fazendas pelo mundo todo. Eles recebem etiquetas grampeadas em suas orelhas, têm seus rabos amarrados, são castrados e têm seus dentes arrancados sem anestesia!

Eles são tirados de suas mães com somente 3 a 4 semanas de idade! Podendo viver até 15 anos, a indústria alimentícia os mata quando eles têm apenas 4 a 6 meses de idade!

Para concluir, permita-me, por favor, implorar a quem está lendo agora um último favor: durante ao menos um minuto, esvazie sua mente de qualquer tentativa de achar alguma racionalização para justificar crimes, maldades, crueldades e massacres e, apenas, SINTA-SE NO LUGAR destes seres inocentes, puros, sensíveis e inteligentes!!!

E, na próxima vez em que você for morder um pedaço de bacon, linguiça e salsicha, lembre-se que esta carne não surgiu magicamente do nada; trata-se de um pedaço da carne de uma criatura senciente, igual a uma criança humana entre 4 a 7 anos de idade, que foi humilhada e violentamente maltratada durante TODA SUA VIDA, desde o nascimento, por causa de pessoas que se alimentam de sua carne, de seu sangue e de seu SOFRIMENTO INDESCRITÍVEL E INJUSTIFICÁVEL!! Devorar a carne de um porco é, praticamente, como um ato de canibalismo contra uma criança humana de 4 a 7 anos.

Que esta reflexão possa acompanhar sua memória em todos os seus momentos de “refeição”.

Pratique a compaixão; só assim o mundo, a humanidade e todos os seres sencientes poderão viver em paz, liberdade, igualdade, solidariedade e justiça.

O número do Disque-Denúncia (RJ) para denúncias de maus tratos contra animais:

fevereiro 10, 2015

Sempre é bom recordar o número do Disque-Denúncia (RJ) para denúncias de maus tratos contra animais: 0300-253-1177.
‪#‎linhaVerde‬ Denunciem: Lei Federal 9605/98; Decreto Lei 24645/34; Crimes contra animais/crime contra o meio-ambiente.

Maus-tratos a animais na China; precisamos agir!!

fevereiro 10, 2015

Estudos científicos afirmam que a inteligência dos cães é comparável à de crianças com cerca de 2 anos de idade; e a inteligência dos gatos é comparável à de crianças com cerca de 1 ano e meio  de idade. No entanto, estes animais extremamente amáveis, sensíveis e inteligentes são cruelmente mortos num gigantesco festival em Yulin, na China, onde o povo ainda se alimenta – totalmente sem necessidade; a China agora é um país rico!!! – de cães e gatos. Por favor, juntem-se a nós, milhões de defensores dos direitos dos animais sencientes em todo o mundo, para divulgar e combater esta crueldade desumana. Denunciem e boicotem os produtos da China, até que este país definitivamente reveja suas leis relativas ao bem-estar dos animais!!

A água no mundo e sua escassez no Brasil

fevereiro 3, 2015

A água no mundo e sua escassez no Brasil – Leonardo Boff

Leonardo Boff

A atual situação de grave escassez de água potável, afetando boa parte do Sudeste brasileiro onde se situam as grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, nos obriga, como nunca antes, a repensar a questão da água e a desenvolver uma cultura do cuidado, acolitado por seus famosos erres (r): reduzir, reusar, reciclar, respeitar e reflorestar.

Nenhuma questão hoje é mais importante do que a da água. Dela depende a sobrevivência de toda a cadeia da vida e, consequentemente, de nosso próprio futuro. Ela pode ser motivo de guerra como de solidariedade social e cooperação entre os povos. Especialistas e grupos humanistas já sugeriram um pacto social mundial ao redor daquilo que é vital para todos: a água. Ao redor da água se criaria um consenso mínimo entre todos, povos e governos, em vista de um bem comum, nosso e do sistema-vida.

Independentemente das discussões que…

Ver o post original 910 mais palavras

Ética é diferente de religião

fevereiro 2, 2015

Como eu costumo dizer, ter ética é algo totalmente diferente de ter ou não uma religião. Há pessoas profundamente éticas, íntegras e honestas que não têm religião, e há pessoas profundamente desonestas, pilantras, mentirosas e corruptas que têm religião. Pare e reflita um pouco sobre isso…