Archive for novembro \24\UTC 2014

Características do novo paradigma cosmológico emergente

novembro 24, 2014

Características do novo paradigma cosmológico emergente – por Leonardo Boff

Leonardo Boff

Muito se fala hoje de quebra de paradigmas. Mas há um grande paradigma, formulado já há quase um século, que oferece uma leitura unificada do universo, da história e da vida. Ousamos apresentar algumas figuras de pensamento que o caracterizam.

1) Totalidade/diversidade: o universo, o sistema Terra, o fenômeno humano estão em evolução e são totalidades orgânicas e dinâmicas construídas pelas redes de interconexões das múltiplas diversidades. Junto com a análise que dissocia, simplifica e generaliza, faz-se mister síntese pela qual fazemos justiça a esta totalidade. É o holismo, não como soma, mas como a totalidade das diversidades orgânicamente interligadas.

2) Interdependência/re-ligação/autonomia relativa: todos os seres estão interligados pois um precisa do outro para existir e coevoluir. Em razão deste fato há uma solidariedade cósmica de base que impõe limites à seleção natural. Mas cada um goza de autonomia relativa e possui sentido e valor em si mesmo.

3)

Ver o post original 761 mais palavras

O papa Francisco e a fome

novembro 20, 2014

Bergoglio, o “papa Francisco”, é um camarada bacana, que tem demonstrado uma atitude muita digna e coerente na defesa dos menos privilegiados. Em sua última fala, ele lembrou que ainda há no mundo cerca de 800 milhões de pessoas que simplesmente não têm o que comer!! Por outro lado, só nos EUA, também há cerca de 8 milhões de pessoas que sofrem com a obesidade! Meu comentário: é ou não é uma imagem perfeita do sistema capitalista, onde alguns têm demais e sofrem com o excesso de consumismo, enquanto outros deixam de ter o mínimo, o básico, por causa da desigualdade inerente ao sistema???!!!

Se conhecéssemos os sonhos do homem branco…

novembro 15, 2014

Se conhecêssemos os sonhos do homem branco… – Leonardo Boff

Leonardo Boff

A crise econômico-financeira que está afligindo grande parte das econonomias mundiais criou a possibilidade de os muito ricos ficarem tão ricos como jamais na história do capitalismo, logicamente à custa da desgraça de países inteiros como a Grécia, a Espanha e outros e de modo geral toda a zona do Euro, talvez com uma pequena exceção, da Alemanha. Ladislau Dowbor ( http://dowbor.org)., professor de economia da PUC-SP resumiu um estudo do famoso Instituto Federal Suiço de Pesquisa Tecnológica (ETH) que por credibilidade concorre com as pesquisas do MIT de Harvard. Neste estudo se mostra como funciona a rede do poder corporativo mundial, constituída por 737 atores principais que controlam os principais fluxos financeiros do mundo, especialmente, ligados aos grandes bancos e outras imensas corporações multinacionais. Para esses, a atual crise é uma incomparável oportunidade de realizaram o sonho maior do capital: acumular de forma cada vez maior e de…

Ver o post original 616 mais palavras

Para os que querem deixar o Brasil

novembro 7, 2014

Republico um ótimo texto de nosso Mestre Leonardo Boff: “Para os que querem deixar o Brasil”

Leonardo Boff

         É espantoso ler nos jornais e mensagens nas redes sociais e mesmo em inteiros youtubes a quantidade de pessoas, geralmente das classes altas ou os ditos “famosos” que lhes custa digerir a vitória eleitoral da reeleita Dilma Rousseff do PT. Externam ódio e raiva, usando palavras tiradas da escatologia (não da teológica que trata dos fins últimos do ser humano e do universo) e da baixa pornografia para insultar o povo brasileiro, especialmente, os nordestinos.

Estas pessoas não vivem no Brasil, mas, em geral, no Leblon e em Ipanema ou nos Jardins da cidade de São Paulo onde se albergam: em sua maioria, os pertencentes às classes opulentas (aquelas 5 mil famílias que, segundo M.Porchmann, detém 43% do PIB nacional). Muitas delas não se sentem povo brasileiro. Externam até vergonha. Mas estão aqui porque neste país é mais fácil enricar, embora o desfrute mesmo é em feito em Miami…

Ver o post original 670 mais palavras

Falta de criatividade…

novembro 3, 2014

Tipo assim, tem umas mentes “brilhantes” por aí, que temendo uma “ditadura comunista” (o velho bicho-papão de sempre … que falta de criatividade, hem!!) acham que a resposta pra isso seria… tchã-tchã-tchã… uma DITADURA!! (militar e de direita… o velho recurso ineficaz de sempre … que falta de criatividade, hem!!)
Mesmo que o Brasil já não tivesse passado por essa desgraça antes, com todas as abominações que qualquer pessoa que já tenha estudado ou lido sobre História conhece… a simples ideia de jerico de combater um mal com outro mal já denuncia o baixo nível mental e moral destes abilolados… pobres alienados, ignorantes e imbecis cegos pelo ódio ao povo… aliás, vocês ainda não foram pra Miami, não??? Tão fazendo o que por aqui ainda, seus vermes?!?!

“Estamos indo direto para o matadouro”, diz Antonio Nobre

novembro 2, 2014

Republicando post e coment. do Leonardo Boff: “Antonio Donato Nobre é um dos nossos melhores cientistas, pertence ao grupo do IPCC que mede o aquecimento da Terra e um especilista em questões amazônicas. É mundialmente conhecido como pesquisador do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Sustenta que o desmatamento para já, inclusive o permitido por lei sem prejuizo do agronegócio que de ve incorpar fatores novos da falta de água e das secas prolongadas. Enfatiza:”A agricultura consciente, se soubesse o que a comunidade científica sabe, estaria na rua, com cartazes, exigindo do governo proteção das florestas e plantando árvores em sua propriedade”. Publicamos aqui sua entrevista aparecida no IHU de 31 de outubro de 2014, dada a urgência do tema e seus efeitos maléficos notados no Sudeste, especialmente na metrópole de São Paulo. Temos que divulgar conhecimentos para assumirmos atitudes corretas e organizarmos nosso desenvolvimento a partir destes dados inegáveis.”

Leonardo Boff

Antonio Donato Nobre é um dos nossos melhores cientistas, pertence ao grupo do IPCC que mede o aquecimento da Terra e um especilista em questões amazônicas. É  mundialmente conhecido como  pesquisador do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Sustenta que o desmatamento para já, inclusive o permitido por lei sem prejuizo do agronegócio que de ve incorpar fatores novos da falta de água e das secas prolongadas. Enfatiza:”A agricultura consciente, se soubesse o que a comunidade científica sabe, estaria na rua, com cartazes, exigindo do governo proteção das florestas e plantando árvores em sua propriedade”. Publicamos aqui sua entrevista aparecida no IHU de 31 de outubro de 2014, dada a urgência do tema e seus efeitos maléficos notados no Sudeste, especialmente na metrópole de São Paulo. Temos que divulgar conhecimentos para assumirmos atitudes corretas e organizarmos nosso desenvolvimento a partir destes dados inegáveis:Lboff

*********************************

Eis a entrevista.

Quanto já…

Ver o post original 2.535 mais palavras