Archive for dezembro \29\UTC 2012

“Mulheres de Péricles”

dezembro 29, 2012

Dica musical: “Mulheres de Péricles” é uma coletânea de canções do grande compositor Péricles Cavalcanti interpretadas por boas cantoras da nova geração da Música Brasileira, como Tulipa Ruiz, Céu, Nina Becker e outras. O álbum pode ser baixado em: http://www.mulheresdepericles.com

“A negociação”

dezembro 29, 2012

Gostei de “A negociação”, filme com Richard Gere e Susan Sarandon, atualmente em cartaz. Boas atuações, direção segura e – mais importante – uma ótima história que expõe alguns meandros do sistema capitalista de forma crua e direta. Hollywood às vezes parece fazer uma revisão de consciência sobre as engrenagens que alimentam o sistema que também a sustenta; é claro que os estúdios também lucram com estes filmes de “auto-crítica”, afinal eles nunca esquecem da bilheteria, rs… De qualquer modo, sempre é válido assistir a uma obra que revela com crueza as engrenagens que movem a roda do capital financeiro pelo mundo. Se ao menos um espectador sair do cinema com ideias para refletir mais tarde, já é um ponto positivo para os criadores.

Reproduzo a seguir uma parte da mensagem de final de ano da equipe da Avaaz

dezembro 22, 2012

Reproduzo a seguir uma parte da mensagem de final de ano da equipe da Avaaz:

Lembra-se de Malala, a incrível e corajosa garota que levou um tiro na cabeça pelo Talibã por causa de seu ativismo em prol da educação de meninas? Em uma semana, a equipe da Avaaz trabalhou com parceiros no Paquistão para identificar um plano ambicioso para colocar todas as crianças na escola. Após 886.000 pessoas assinarem a petição por esse plano, o enviado para educação da ONU, Gordon Brown, apresentou as assinaturas diretamente ao presidente Zardari, que também assinou a petição! Malala estava emocionada ao receber a informação de que o presidente Zardari tinha aprovado o financiamento para colocar 3 milhões de crianças na escola.Gordon Brown disse que nossa mobilização foi “crucial”.

Isso foi logo antes de 1.8 milhões de nós terem tido um papel fundamental na vitória do Estado da Palestina. Após Israel e os EUA começarem a influenciar o voto de outros Estados-membros contra a criação do Estado palestino na ONU, conduzimos pesquisas de opinião pública em 4 países; fizemos milhares de telefonemas, reuniões com líderes políticos e erguemos uma bandeira do tamanho de um prédio de quatro andares do lado de fora do prédio onde aconteciam as negociações. Na votação final, apenas 9 países, dos 193, votaram contra! A embaixadora palestina na União Europeia disse que a“Avaaz teve um papel importantíssimo ao persuadir os governos a apoiarem o pedido do povo palestino … a solidariedade e apoio da comunidade serão lembrados e acarinhados em toda a Palestina.” 

No início do ano, impressionantes 2.8 milhões de pessoas se juntaram a uma campanha para impedir o tratado ACTA — uma vitória importante contra empresas privadas globais que tentam censurar a Internet. O tratado morreu na Europa, e o presidente do Parlamento afirmou que estava “muito impressionado pela incrível petição da Avaaz, levada seriamente em consideração pelo Parlamento Europeu”. Outras lideranças do parlamento citaram publicamente nossas assinaturas como fator crítico para persuadí-los a investigarem e impedirem o ACTA.

Essas são 3 das centenas de histórias que temos a contar apenas do que aconteceu esse ano! Não consigo esperar para ver o que nossa comunidade será capaz de fazer em 2013, desde a proteção de florestas e da vida selvagem, passando pelo apoio ao povo sírio e à primavera árabe, ajudar a desfazer o império corrupto da mídia de Rupert Murdoch, e tantas coisas mais.

O que construímos juntos é algo extraordinário. Uma engrenagem da esperança e da mudança do mundo. E cada um de nós contribuiu para isso acontecer. Da próxima vez que você for a um jantar com amigos ou à uma festa, tente perguntar se alguém daquele grupo faz parte da Avaaz. Há grandes chances de que alguém ali seja um dos membros da comunidade, e possivelmente você terá uma conversa que lhe encherá de esperança. Porque podemos alcançar muitas coisas por conta própria, mas se nos unirmos, e permanecermos juntos, tudo é possível.

Com enorme gratidão por cada pessoa comprometida e adorável que faz parte dessa comunidade única,

Ricken e toda a equipe da Avaaz

Colonização cultural

dezembro 16, 2012

Infelizmente, meu volume de trabalho atual não me permite escrever meus textos pessoais com a frequência que eu gostaria. Algumas ideias e comentários se perdem e outras, quando consigo arrumar tempo pra escrever, acabam soando datadas. Lamento. Mesmo assim, sinto que algumas coisas não podem “passar em branco”, sem um comentário pertinente. Eu estava há um tempão pra dizer isto, mas só agora tive tempo de escrever, então lá vai assim mesmo: ouvi dizer que a maior emissora de tevê do Brasil tem um programa intitulado “The Voice”. Então, quer dizer que a “vênus platinada” decidiu assumir definitivamente o seu lado americanizado? Isto é para reforçar o lamentável (ao menos para mim) processo de depreciação da cultura brasileira em favor de uma ridícula e deprimente entrega das mentalidades à colonização cultural (ianque, não precisa dizer, né)? Nos anos 70, época em que cresci, era vergonhoso – para quem tinha um mínimo de cultura – revelar-se um “colonizado cultural”, um entreguista. Hoje em dia, com a ignorância e alienação espalhando-se em velocidade vertiginosa (parabéns, milicos, vocês conseguiram! Este é o resultado de ter perseguido  e banido as melhores mentes do Brasil nos anos 60 e 70, para evitar críticas e oposição à sua ditadura!), a colonização cultural se alastra por Pindorama sem nada que a detenha. Diariamente sinto arrepios (de indignação e vergonha alheia) ao ver nomes de prédios, lojas e serviços todos escritos em inglês. Não sou xenófobo, claro, como tradutor e professor aprecio línguas estrangeiras (todas!) e admito que se use uma palavra de outra língua para expressar alguma ideia ou descrever algo que não existe originalmente em nosso país (como faríamos sem a palavra PIZZA, he, he he…). Mas, me digam, a língua portuguesa não tem palavras suficientes para definir o que acontece naquele programa??? Aliás, vocês realmente não conseguem traduzir a expressão “reality show” para o vernáculo? VERGONHA!!!!

Viva Dom Pedro Casaldáliga!!!

dezembro 16, 2012

Enquanto nas grandes cidades as pessoas estão ocupadas em entregar-se ao consumismo desenfreado, comprando sem pensar coisas inúteis que logo acabarão engrossando as montanhas de lixo que contaminam o ambiente, no campo a situação é bem diferente! Nesta semana que passou, Dom Pedro Casaldáliga, bispo emérito de São Félix do Araguaia, teve que fugir das terras indígenas do Mato Grosso para salvar a própria vida.  Devido à sua constante e dedicada atuação em favor dos povos indígenas do Araguaia, denunciando a ocupação indevida de suas terras por invasores (os mesmo de sempre, claro: fazendeiros e seus paus-mandados), o bispo tem recebido frequentes ameaças de morte. Dom Pedro Casaldáliga, que tem 84 anos e a saúde fragilizada em consequência do Mal de Parkinson, desenvolve uma luta incansável pelo respeito aos direitos dos povos nativos (os ORIGINAIS E AUTÊNTICOS donos da terra brasileira!) e é um exemplo raro de religioso que pratica aquilo que prega e tem a minha mais profunda admiração! Eu quero é ver o que a juventude católica tem a dizer e FAZER em relação a este caso, e não assistir ao oba-oba festivo e alienado preparado pra celebrar a vinda de um hierarca fascista representante da linha mais decrépita desta igreja, o Ratozinger, ops, Ratzinger.

Viva Luiz Gonzaga, o rei do baião!!!

dezembro 13, 2012

Viva Luiz Gonzaga, o rei do baião!!! Hoje, dia 13/12/12,  Gonzagão estaria completando 100 anos! Para quem ainda não viu o filmaço “Gonzaga – de pai para filho”, é uma boa forma de homenagear este que é um dos maiores artistas brasileiros de todos os tempos, assistir a este emocionante filme que conta a história do Gonzagão e de seu filho, não menos maravilhoso: Gonzaguinha! Não percam!100_1635

Alguns eventos culturais do mês de dezembro de 2012.

dezembro 12, 2012

Alguns eventos culturais do mês de dezembro de 2012. Dica da revista Nova Escola:

Impressionismo: Paris e a Modernidade
Objetivo: A exposição traz pela primeira vez ao país uma seleção de 85 obras-primas do acervo do Museu d’Orsay de Paris, dedicado à arte do século XIX e detentor da mais importante coleção de impressionistas.
Público-alvo: Aberto a todos os interessados.
Quando: De 23 de outubro de 2012 a 13 de janeiro de 2013.
Local: CCBB Rio de Janeiro.
Preço: Grátis. 

Museu da Gente Sergipana
Objetivo: O Museu da Gente Sergipana apresenta aquilo que Sergipe tem de mais essencial e perene usando tecnologias e linguagens inovadoras.
Público-alvo: Aberto a todos os interessados.
Quando: De terça a sexta – das 10h às 17h; sábados, domingos e feriados – 10:00 às 16:00.
Local: Av. Ivo do Prado, 398, Centro, Aracaju (SE).
Preço: Grátis. 

Balada Literária 2012
Objetivo: Evento de literatura, com diversas atividades culturais, com shows, palaestras, debates e até uma Feira Livre de Livros, com editoras independentes. O homenageado do ano será o escritor paulista Raduan Nassar.
Público-alvo: Aberto a todos os interessados.
Quando: De 28 de novembro a 2 de dezembro
Local: São Paulo – SP
Preço: Grátis 7ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América Latina

Objetivo: Evento que celebra o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul dedica-se a apresentar filmes sul-americanos que discutem temas atuais de Direitos Humanos no nosso continente. Realização da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, a Mostra é apresentada em 26 capitais e no Distrito Federal. A programação traz uma série de títulos inéditos no circuito comercial.
Público-alvo: Aberto a todos os interessados.
Quando: Varia de cidade para cidade
Local: Em todas as capitais.
Preço: Grátis

Compartilho com os amigos e todos aqueles que se importam com o bem-estar e o direito dos animais a mensagem de fim de ano da WSPA, Sociedade Internacional de Proteção aos Animais.

dezembro 12, 2012

Compartilho com os amigos e todos aqueles que se importam com o bem-estar e o direito dos animais a mensagem de fim de ano que recebi da WSPA, Sociedade Internacional de Proteção aos Animais, Seção do Brasil.

Foi muito bom contar com você em 2012! Graças ao seu apoio, mais uma vez conseguimos avanços positivos para a vida de milhares de animais no Brasil e no mundo.

Já no comecinho do ano, em março, 12.742 pessoas no Brasil se juntaram a mais de 100 mil vozes pedindo o fim da matança de focas no Chile.Como resultado, a Subsecretaria de Pesca do país anunciou o abandono de todos os projetos de curto prazo voltados à caça de leões marinhos em águas territoriais chilenas.

Já a campanha “Cinomose Aqui Não” mais uma vez superou a marca dos anos anteriores: totalizamos 13.166 doses de vacinas Recombitek doadas às ONGs de bem-estar animal cadastradas, quase o dobro do ano passado!

Ainda no primeiro semestre, estivemos juntos durante a Cúpula dos Povos, quando você pôde aprender um pouco mais sobre o bem-estar dos animais de produção e agropecuária sustentável. E o melhor: com a sua ajuda, a WSPA conseguiu manter o tema no texto final da Rio+20.

Em outubro, lançamos mundialmente uma campanha pedindo o fim da criação comercial de tartarugas nas Ilhas Cayman, no Caribe. Até agora, mais de 100 mil pessoas se juntaram à causa.

Em 2013, continuaremos a nossa luta em prol de um mundo mais justo e sem sofrimento para com os animais. Esse mundo é possível e depende da atitude de cada um de nós. Um mundo no qual o bem-estar animal seja finalmente reconhecido como essencial na construção de uma sociedade melhor.

Juntos, podemos tornar este sonho uma realidade. Contamos com você nesta jornada!

Boas festas e um feliz 2013!

Equipe WSPA Brasil

Trecho do artigo “Maracanã para a elite”, de autoria do Deputado Marcelo Freixo

dezembro 10, 2012

Trecho do artigo “Maracanã para a elite”, de autoria do Deputado Marcelo Freixo, publicado no jornal O Globo em 08/12/2012,  texto de leitura obrigatória: “Faz sentido privatizar o Complexo do Maracanã para torná-lo um espaço de shows caros e inacessíveis ao povo? Existe lógica em demolir uma das melhores escolas do país e um museu para instalar um estacionamento e uma área de aquecimento para atletas? Quem defenderia isso? Que se organize um plebiscito para ouvir a população.”

De Fabio Feldmann, sobre o resultado final da COP-18

dezembro 10, 2012

“Esta negociação não discutiu financiamentos e, principalmente, não avançou em nada nas metas de emissões. É uma loucura como tudo é adiado, enquanto a ciência mostra a gravidade do problema. É uma assembleia de autistas. (…) Esse pacto não interpreta o mundo de 2012.” Fabio Feldmann, Ex-secretário do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, sobre o resultado final da COP-18 (18a Conferência do Clima da ONU).